terça-feira, 26 de junho de 2007




ANDERSON THIVES, 29 anos, é paranaense, radicado no Rio de Janeiro. Apesar de autodidata, é formado em artes plásticas e visuais pela Universidade Tuiuti do Paraná, e há mais de 10 anos, desenvolve um trabalho no qual utiliza a técnica da colagem. Seu trabalho, “Pop-Contemporâneo”, tem como grande referência artistas da Pop Art, como Andy Warhol, Tom Welsseman e Richard Hamilton, mas sendo original e usando uma técnica pouco difundida de colagem, na qual cria imagens, através de milhares de quadrados de papel.

Em sua primeira exposição nessa técnica, os trabalhos tiveram como título “HOLLYWOOD”, pois o artista se “apropriou” de imagens e ícones pops de um dos lugares mais badalados de todos os tempos. Marilyn Monroe, Elvis Presley, James Dean e famosas imagens cinematográficas como o célebre beijo entre Vivian Leigh e Clark Gable no filme E o Vento Levou,fizeram parte dessa exposição, que percorreu todo o circuito de galerias de Curitiba,foi para Angola,Alemanha e Nova York. Nos trabalhos, o artista usa milhares de quadrados nas mais variadas cores e tons, retirados de revistas e catálogos, formando no fim a tão célebre imagem.Em sua outra exposição “SANTO FORTE”,a apropriação é feita agora, de santos populares.São Jorge, Santo Expedito, Santo Antonio, São Sebatião, Virgem Maria, Santa Bárbara e até o próprio Jesus Cristo,entre outros entram em cena para divulgar a crença, propagar a fé, hora ou outra abalada devido a tantas atrocidades acontecidas nos últimos tempos. Nesse trabalho, o artista se preocupou em não apenas retratar santos, e sim, estudá-los, conhecê-los, tentar aprender o que eles ensinaram, e sobretudo, os segredos por trás de suas lições. Assim sendo, conseguiu retratá-los de uma forma colorida, alegre e divertida. Enaltecendo-os, divulgando-os, trazendo à tona a reflexão, e de uma certa forma trazendo assim a benção... a benção de todos os santos!

No começo de 2008, o título de seu novo trabalho é “EMQUADRADOS”, usando uma licença poética, para retratar celebridades, pin up´s, cantoras, deusas, divas, santos e releituras de quadros famosos. Tudo isso na verdade, é uma prévia de vários temas que o artista ainda irá explorar em sua carreira.

Um comentário:

Cláudio disse...

A inteligência do artista é sobejamente conhecida.
Sua sensibilidade artística é magistral.
Talvez o foco voltado para o sacro, por misterioso, o torne infenso à proximidade com as pessoas atraídas pelo seu carisma, visível, e arredio aos leigos desta arte e de sua interpretação.